Vigilância Sanitária da ADR Timbó realiza ação conjunta para verificar condições de transporte de alimentos, saneantes e medicamentos

23/06/2016 16h52

  • Compartilhe

A Vigilância Sanitária (Visa) da Gerência de Saúde da 34ª Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Timbó, as Vigilâncias dos municípios e a Polícia Militar realizaram uma ação conjunta com o intuito de verificar as condições do transporte de alimentos, saneantes e medicamentos. No total foram abordados cerca de 180 veículos, no dia 16, das 5h às 9h30. Foram observadas as condições higiênico-sanitárias, procedência e rotulagem dos produtos transportados e documentação necessária para o transporte, que é a Licença Sanitária fornecida pela Visa do município de origem, conforme a placa do veículo, uniforme e a carteira de saúde do motorista e do ajudante, para a área de alimentos.


Segundo o técnico em Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental da ADR Timbó, Odemar Slomp, um dos exemplos que foram encontrados nas abordagens foi a temperatura nos veículos que transportavam alimentos. “Foi verificado no transporte que a temperatura em alguns veículos que continham alimentos encontrava-se abaixo de 60º C, que é a temperatura adequada, e a que foi encontrada era de aproximadamente 30º C. Esses veículos foram autuados e retornaram para a empresa a fim de solucionar essa situação”, ressalta.


Segundo Slomp, do total de veículos abordados, oito transportavam produtos de origem animal, sendo que três foram autuados pela falta de Licença Sanitária e carteira de saúde do motorista e do ajudante; três transportavam medicamentos e estavam em boas condições de acondicionamento e com proteção para evitar a entrada de raios solares; 80 transportavam gêneros alimentícios, dos quais foram autuados 21 veículos pela falta de licença de transporte, carteira de saúde, identificação do veículo, uniforme do condutor e ajudante, caixa térmica e por estar fora da temperatura recomendada pela legislação sanitária vigente; e um veículo transportava aguardente sem procedência, sendo que o produto foi inutilizado pela Vigilância Sanitária Municipal de Timbó. 

A ação conjunta terá continuidade durante este ano, fortalecendo assim um controle dos produtos transportados, e garantindo maior segurança e qualidade dos alimentos, medicamentos e saneantes. “Reforçamos à comunidade e aos estabelecimentos comerciais de gêneros alimentícios para que não adquiram produtos alimentícios, saneantes, cosméticos, bem como, de vendedores ambulantes que não possuam rotulagem, Licença Sanitária para sua comercialização”, diz Odemar Slomp.

  

A Vigilância Sanitária Regional faz um alerta:

 

Os produtos considerados clandestinos não possuem procedência ou rotulagem. Principalmente o que ocorre atualmente são as conservas de produtos de origem vegetal como palmito, onde a população está adquirindo, e também o comércio de alimentos em restaurantes, pizzarias e lanchonetes, favorecendo a clandestinidade.

A população e os estabelecimentos comerciais de gêneros alimentícios deverão denunciar esse tipo de comércio para a Vigilância Sanitária de seu município. A forma de coibir essa prática é anotar o tipo de veículo, cor e a placa do mesmo e que tipo de produtos está comercializando e denunciar à Vigilância Sanitária.

Comente


* Campos obrigatórios

© Unifique. Todos os direitos reservados.